"Tio, tem que assinar": mulher leva cadáver em cadeira de rodas para fazer empréstimo no RJ

Funcionários da agência bancário de Bangu suspeitaram da situação e chamaram a polícia; Érika de Souza Vieira tentava manter a cabeça do cadáver reta e pedia para que ele assinasse os papéis

4.752

Publicada 17 de Abril, 2024 às 08:20

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Durante a tarde desta terça (16), funcionários de uma agência bancária de Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foram surpreendidos por uma mulher que levou um cadáver em uma cadeira de rodas para tentar fazer um empréstimo de R$ 17 mil.

De acordo com os bancários, Érika de Souza Vieira tentava manter a cabeça do homem reta e conversava com cadáver, que ela apresentou como um tio. Os funcionários suspeitaram das atitudes da mulher, e chamaram a polícia.

O SAMU também atendeu a ocorrência. Ao chegar no local, identificaram que o homem, Paulo Roberto Braga, 68 anos, estava morto. Agora, a polícia investiga quando e quais foram as causas da morte.

Mulher conversou com o cadáver

Funcionárias do banco gravaram um vídeo enquanto Érika segurava a mão e a cabeça do homem que disse ser o tio. Ela também conversou e chamou por ele diversas vezes, inclusive, pedia para assinar os documentos.

"Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como. Eu não posso assinar pelo senhor. Tio, tá sentindo alguma coisa? Mas ele não diz nada"

Érika foi levada à delegacia para prestar depoimento. A polícia investiga se ela cometeu furto mediante fraude ou estelionato e se há mais pessoas envolvidas.

Fonte: ndmais

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Paraná / Brasil / Mundo