Missal está em risco de epidemia de Dengue

2.887

Publicada 20 de Março, 2018 às 15:59

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

O índice de Infestação chegou a 5,7% no último levantamento

 

A incidência de Chuvas, aliado ao calor, são alguns dos fatores que influenciam o aumento da infestação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, entre outras doenças. A falta dos cuidados necessários, nas residências, também ocasiona o aumento da infestação, portanto, a secretaria municipal de Saúde, por intermédio do Departamento de endemias em Missal, está alertando a população para o alto índice registrado no último levantamento feito.

 

Durante os dias 05 e 09 de março, o Departamento de Endemias realizou o 2º Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa), no Centro e Bairro Renascer de Missal. O resultado apontou um índice de 5,7%, ou seja, encontra-se em situação de risco, conforme preconiza o PNCD (Programa Nacional de Controle da Dengue), sendo que o índice recomendado é de 1%.

 

Com base e análise dos dados obtidos com o LIRAa, pode-se afirmar que o principal depósito, predominante, com focos do Aedes Aegypti, ainda é o lixo em geral, encontrado nos quintais e em terrenos baldios (45% das amostras), bem como bebedouros de animais, depósitos naturais como oco de árvores e folhas. Portanto, o cuidado deve ser redobrado, para diminuir o índice e evitar futuros transtornos. 

No mesmo período, também foi realizado o LI (Levantamento de Índice) nas localidades do interior com maior frequência de moradores. Obteve-se resultados preocupantes. Portão do Ocoí registrou um índice de 15,78%, Dom Armando 3,7%, Vista Alegre 16,66% e Vila Rural 20%. As demais localidades como Prainha e Esquina Gaúcha não obtiveram resultados expressivos, com menos chances, portanto, de problemas relacionados a dengue. 

O município de Missal, os agentes de endemias, está trabalhando para que diminua a infestação. Há campanhas sendo feitas constantemente, as visitas de acompanhamento, orientações sobre os cuidados com a dengue, mas é preciso a colaboração da população, afinal de contas, combater a dengue é dever de todos. Tome as medidas necessárias para eliminar todo e qualquer foco do mosquito de suas residências, e denuncie possíveis focos do mosquito, para verificação dos profissionais responsáveis.

Fonte: Assessoria

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Cantinho das Flores

() -

(45) 99932-5774

Rua Paraguai, 1675 Sala 04

Liga Fone

(45) 3264-5249

(45) 99936-2753

Rua Paraná, 2067

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Missal