Alerta de emergência vai 'pular' na tela do celular em sistema que será lançado até dezembro

Novos avisos serão mais 'invasivos', com sons e mensagens na tela, e SMS também continuarão em uso. Governo vai testar sistema em dez municípios de menor porte.

1.709

Publicada 23 de Maio, 2024 às 11:38

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<
Um exemplo de mensagem no formato cell broadcast - Fonte: Anatel

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou, nesta quarta-feira (22), o lançamento de um novo sistema de alerta de emergências sonoro para o Brasil. De acordo com Gustavo Borges, Superintendente de Controle de Obrigações do órgão, funcionalidade será liberada até dezembro nas regiões Sul e Sudeste, quando começa o verão e há maior risco de fortes chuvas. 

Como funcionará o alerta sonoro da Anatel? 

  • O novo alerta vai emitir sons e mensagens em formato pop-up no celular, exigindo a interação do usuário; 
  • O sistema vai ser operado pela Defesa Civil, que vai definir a área em situação de risco para emitir o sinal; 
  • Diferente dos antigos SMS, o programa não exigirá cadastro e usará as redes 4G e 5G para alertar toda a população de uma região; 
  • Aparelhos de celular comprados a partir de 2020 já são compatíveis com a tecnologia - que possuem suporte 4G ou 5G; 
  • Vale pontuar que o SMS continuará sendo utilizado. O novo alerta sonoro será usado apenas em situações de alto risco; 
  • O sistema deve seguir em teste nos próximos meses em dez municípios brasileiros. 

"Essa ferramenta é uma evolução daquela que a população já está acostumada, que são os SMS com alerta de emergência, que tem limitações. A agência então determinou com as operadoras Claro, Tim e Vivo a evolução para um sistema chamado cell broadcast. Elas já implementaram."

Ainda segundo Borges, a nova ferramenta se destaca por funcionar como um pop-up, se sobressaindo a todas as outras notificações do smartphone do usuário. "Mensagens de riscos mais extremos, a Defesa Civil poderá pedir que ela chegue com uma sirene no celular, apontando um alerta mais sonoro mesmo no silencioso." 

Cabe pontuar que o lançamento do novo sistema tem apenas duas pendências: o treinamento das defesas civis e o plano de comunicação. Os dois estão sendo conduzidos pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) e pelo Ministério das Comunicações. 

A Anatel pretende ainda realizar um alerta teste para explicar o que é e como usar o sistema. 

"É uma evolução bastante considerável do atual sistema. Estamos em diálogo com o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, com o Centro Nacional de Desastres e Ministério das Comunicações para começar o uso da ferramenta com a população, mas para isso é necessário um treinamento com a Defesa Civil e com a própria população, para não receber esse alerta no susto. "

Vale lembrar que o novo alerta, também chamado de Cell Broadcast, método de envio de mensagens para vários usuários de telefones móveis em uma área definida ao mesmo tempo, chega enquanto o Rio Grande do Sul enfrenta uma tragédia climática no estado, com fortes temporais, inundações, deslizamentos e mortes.  

Fonte: Olhar Digital

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Paraná / Brasil / Mundo