Temporal provoca falta de energia e afeta o abastecimento de água em cidades e distritos nas regiões Oeste e Sudoeste

1.348

Publicada 21 de Março, 2024 às 14:52

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

O temporal que atingiu as regiões Oeste e Sudoeste do Estado, na manhã desta quinta-feira (21), deixou unidades de produção e distribuição de água sem energia. Por esta razão, o fornecimento de água está comprometido em diversas localidades e cidades nas duas regiões.

No Oeste do Estado, as cidades de Boa Vista da Aparecida, Catanduvas, Diamante do Sul, Guaraniaçu, Ibema, Lindoeste, Matelândia, Santa Lúcia e Ramilândia apresentam falta de água pela falta de energia. Em Foz do Iguaçu, parte da Vila C pode ter desabastecimento por falta de energia no sistema de distribuição de água.

E os distritos de Alto Alegre do Iguaçu (Capitão Leônidas Marques), Barra Bonita e Santo Izidoro (Três Barras do Paraná) Vila Agro Cafeeira (Matelândia), Juvinópolis (Cascavel), Guaporé (Guaraniaçu), Santa Maria (Santa Tereza do Oeste) e Oliveira Castro (Guaíra) estão com o fornecimento de água afetado.

Na região Sudoeste estão afetados os sistemas de produção e distribuição de água de Nova Prata do Iguaçu e Salto do Lontra.

SEM ENERGIA, SEM ÁGUA - Todo maquinário e equipamentos dos sistemas de abastecimento precisam do fornecimento de energia. Em todo o caminho percorrido pela água há necessidade de motores, bombas, válvulas e sistemas de automação, e todos esses equipamentos utilizam energia elétrica. Portanto, quando falta energia, também pode faltar água. 

Devido ao grande número de ocorrências, não há previsão para o retorno da energia e nem para a normalização no abastecimento de água.

Neste momento, é imprescindível a cooperação de todos. A água deve ser priorizada para a alimentação e higiene pessoal. As limpezas mais pesadas, lavagens de carros, calçadas e roupas precisam ser postergadas até que a situação volte à normalidade.

Sanepar - Companhia de Saneamento do Paraná

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Regionais