Bombeiros de Foz e São Miguel do Iguaçu auxiliam no combate à incêndio em Ciudad Del Este

3.264

Publicada 13 de Fevereiro, 2024 às 15:14

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

No dia 12 de fevereiro de 2024, ocorreu um incêndio em edifício (em construção) no centro de Ciudad Del Este/PY, desencadeado por volta das 10h30min.

Segundo informações da guarnição de Bombeiros Voluntários do Paraguai, o sinistro teria iniciado entre os 11° e 12° andares do edifício de aproximadamente 25 pavimentos, e em poucos minutos teria tomado pelo menos outros 6 pisos.

Não há relato de feridos nem vítimas desaparecidas. No entanto, as equipes de bombeiros voluntários do Paraguai, tiveram grande dificuldade em conter o incêndio, que perdurou por horas ao longo do dia.

A Central de Operações do 9° Grupamento de Bombeiros sediado em Foz do Iguaçu, estava monitorando a ocorrência desde seu início, porém, a Central de Bombeiros de Ciudad Del Este/PY solicitou apoio somente após as 18horas, para a fase de rescaldo, que consiste na extinção de pequenos focos de fogo dispersos na edificação para evitar reignição.

Uma primeira equipe de Foz do Iguaçu, foi enviada para o local, sob o Comando do Capitão Willian Cesar Ferrandim, para apoiar os bombeiros paraguaios, permanecendo em Ciudad Del Este até as 23 horas de ontem, quando o incêndio havia sido controlado.

Porém, hoje, 13 de Fevereiro de 2024, o incêndio voltou a tomar força, e novamente militares do 9° Grupamento de Bombeiros foram deslocados em apoio aos Bombeiros Voluntários do Paraguai logo pela manhã. Desta vez, além de pessoal e viaturas, está sendo empregado também contra o fogo, Líquido Gerador de Espuma (LGE), como medida adicional ao combate a este tipo de incêndio.

O local apresenta uma série de dificuldades, pois, tratando-se de um alto edifício em obras, não há tubulações de prevenção de incêndio. Desta forma as linhas de mangueiras foram armadas pelas escadas ao longo de mais de 12 andares. Outra dificuldade, é a grande quantidade de fumaça no local, sendo necessário o emprego ininterrupto de equipamentos de proteção respiratória (EPR) pelas equipes de combate ao fogo, pois vários andares do prédio estavam sendo usados para depósito de materiais eletrônicos diversos, que provocam uma densa fumaça negra e tóxica.

Fonte: Comunicação Social do 9° Grupamento de Bombeiros.

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

VEJA MAIS NOTÍCIAS | São Miguel do Iguaçu