Sargento Donizetti fala sobre as ações da Polícia Militar no Combate à Covid-19 em Missal

A Secretária de Administração Aline Luzzi abordou a questão dos decretos vigentes

1.274

Publicada 25 de Fevereiro, 2021 às 09:38

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Continuando o giro de entrevistas relacionadas as medidas que visam conter o avanço do Coronavírus em Missal, o Comandante do Destacamento da Polícia Militar de Missal, Sargento Marcos Donizetti da Silveira, e a secretária municipal de Administração, Aline Luzzi, estiveram na rádio local tratando sobre diversos assuntos, entre eles as ações preventivas, ostensivas, bem como dos decretos vigentes. Ambos foram enfáticos que o objetivo não é aplicar sanções nos munícipes. 

Sargento Donizetti explicou que estão, desde o início, atuando com o objetivo de conscientizar o cidadão com ações preventivas. "Se não há cooperação do cidadão, do comerciante, uma festa clandestina, a PM precisa fazer conforme preconiza o decreto em vigor", ponderou. O comandante relatou ainda algumas ocorrências dos últimos dias, informando que este trabalho deve continuar inclusive sendo ampliada a fiscalização. 

De acordo com Donizetti são desenvolvidas ações integradas entre município e Polícia Militar. "O principal objetivo não é multar o comerciante, ou o estabelecimento comercial, não é multar o cidadão que não está usando máscara, mas o que temos visto é que o cidadão está mais desleixado, não são todos, mas temos visto clientes sem máscara, muitas vezes o proprietário ou atendente também, alguns não mantém o distanciamento, público além da capacidade no interior", descreveu. 

O sargento ainda destacou que há comércios que nunca precisaram da visita policial, pois, estão cumprindo com a parte que lhes cabe. No entanto, houveram notificações em residências e em alguns estabelecimentos comerciais, sendo encaminhados para o lavrar o termo circunstanciado. "Não queremos novamente chegar ao ponto de um lockdown (fechamento total do comércio), como já temos visto na região", alerta. 

Possibilidade de Novos decretos 

A Secretária Aline usou o mesmo tom do Sargento, frisando em vários momentos que a intenção não é multar, muito menos de prejudicar o comércio ou o empresário. "Mas, temos os decretos com determinações específicas e não havendo o cumprimento, temos a obrigação de fiscalizar e cumprir, seja por denúncia ou verificação in loco, até porque também respondemos por omissão se não fizermos nada", detalha. 

Aline ainda informou que como na terça-feira, 23, houve o registro do maior número de casos desde o início da pandemia no Estado do Paraná, há uma probabilidade de medidas ainda mais restritivas por parte do Estado. "Infelizmente a realidade do lockdown está se aproximando, pois, temos que considerar ainda o número de vagas de leitos de UTI que estão disponíveis na região", considera. 

"No município não temos a intenção de restringir nenhuma atividade e estamos aguardando a manifestação do Governo do Estado", esclarece a secretária de Administração de Missal.

 

Covid-19 mata 

O Sargento ainda lembrou que o vírus causador da Covid-19 está matando pessoas. "No momento o que temos que fazer é nos conscientizarmos para cada um fazer a sua parte", observa. Donizetti completa "Da mesma forma que a arma mata, hoje o vírus também está matando", finaliza.

Assessoria

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Alfa Oeste Corretora de Seguros

(45) 3264-5227

(45) 99989-2007

Av. Brasilia, 2180

A Casa Restaurante

(45) 9997-45729

(45) 99974-5729

Rua Argentina, 1089

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Missal