"Prévia" da inflação em julho: preços de alimentos sobem, combustíveis caem

IPCA-15 (0,13% no mês e 11,39% em 12 meses) subiu na maioria dos grupos e das áreas pesquisadas

471

Publicada 26 de Julho, 2022 às 11:49

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Com alta nos alimentos e queda nos combustíveis, a "prévia" da inflação aumentou menos em julho. Assim, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) variou 0,13%, menor taxa em dois anos. Agora, o IPCA-15 acumula 5,79% no ano e 11,39% em 12 meses. Os resultados foram divulgados pelo IBGE na manhã desta terça-feira (26).

O instituto apurou alta em seis dos nove grupos e sete das 11 áreas pesquisadas. Destaque para Alimentação e Bebidas, que subiu 1,16% neste mês e representou impacto de 0,25 ponto percentual na taxa. A maior variação foi de Vestuário: 1,39%. Com isso, o grupo acumula 11,01% em 2022.

Leite sobe 57% no ano

Ainda em alimentação, o IBGE cita a alta dos preços do leite longa vida (22,27%), que sozinho teve impacto de 0,18 ponto na taxa geral. O leite sobe 57,42% no ano. Outros derivados também aumentaram de preços. Casos de requeijão (4,74%), manteiga (4,25%) e queijo (3,22%). Além disso, tiveram aumento itens como frutas (4,03%), feijão carioca (4,25%) e pão francês (1,47%).

Com isso, a alimentação no domicílio variou 1,12%. Já a alimentação fora subiu 1,27% - o lanche aumentou 2,18% e a refeição, 0,92%.

Em Vestuário, o IBGE destaca as roupas masculinos, 1,97% mais caras no mês, em média. Calçados e acessórios subiram 1,57% e roupas femininas, 1,32%.

Combustíveis têm redução

O grupo Transporte teve queda de 1,08%, com influência da diminuição dos preços médios de gasolina (-5,01%) e etanol (-8,16%). Por sua vez, o óleo diesel teve alta de 7,32%. As passagens aéreas também aumentaram, 8,13%, representando 0,05 ponto na taxa. Ainda nesse grupo, o instituto apurou alta do ônibus urbano (0,67%) com reajuste de 11,36% nas tarifas em Salvador.

Outro grupo com resultado negativo (-0,78%) foi Habitação, com queda de 4,61% no item energia elétrica residencial. "Em julho, segue em vigor a bandeira verde, em que não há cobrança adicional na conta de luz", lembra IBGE. Em algumas regiões, houve redução do ICMS. E reajuste em outras, como Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo.

Já a taxa de água e esgoto subiu 0,66%, com reajustes aplicados em Belém, Curitiba e Porto Alegre. O gás encanado subiu 0,14% em julho, com aumento de tarifa em Curitiba.

A maior taxa do IPCA-15 em julho foi registrada em Recife (0,87%) e a menor, em Goiânia (-0,98%). Em 12 meses, o índice sobe em todas as áreas, variando de 9,10% Belém) a 12,75% (Curitiba), somando 12,74% em Salvador, 12,03% em Recife, 11,57% em São Paulo e 11,19% no Rio.

O IPCA e o INPC deste mês serão divulgado em 9 de agosto.

Fonte: Rede Brasil Atual

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Getafi Alumínios

(45) 3264-7565

(59) 99760-007

Rua Piauí, 2075 Cidade alta

Evoluaço Equipamentos

(45) 3264-6879

(45) 99914-8672

Av. 24 de Outubro, 677 Centro

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Paraná / Brasil / Mundo