Áudio mostra que PM matou seis familiares e se matou por não aceitar separação com a mulher

Ele relatou que sempre este com a condição financeira ruim, assim, matando todos não deixaria peso para ninguém ...

16.748

Publicada 15 de Julho, 2022 às 11:33

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

A equipe da CGN teve acesso a um dos áudios que o policial militar Fabiano Junior Garcia mandou aos familiares após cometer a chacina entre as cidades de Toledo e Céu Azul.

No áudio, possivelmente gravado após as execuções, o homem está em um carro (possível ouvir o barulho de estar em trânsito), quando pede desculpa a família.

Ele relata que cometeu o fato por que a mulher, Kassiele, havia pedido a separação e não suportaria viver sem a esposa.

OUÇA: 

Desta forma, matou a mulher, filhos, mãe, irmão para não deixar peso para ninguém. Nesta parte, ele destacou que sempre teve a condição financeira muito ruim.

Acompanhe o passo a passo que culminou na morte de seis familiares e dois outros homens:

Segundo as informações, na noite de ontem, o militar matou a esposa Kassiele Moreira e a enteada (A. M. G.) na residência do casal, na Rua Rui Barbosa, 551.

Na sequência, deslocou até a casa da mãe, Irene Garcia, na Rua Boa Esperança, 735, onde a matou e também executou o irmão, Claudiomiro Garcia.

Após sair do imóvel, ele acabou matando dois pedestres, a princípio, escolhidos aleatoriamente, sendo o primeiro K. F. S. da S., 17 anos, na Rua Getúlio Vargas, 761, e o segundo, Luiz Carlos Becker, 19 anos, na Rua Paraíba, 48.

O policial ainda deslocou até o município de Céu Azul, onde outros dois filhos moravam com os tios, executando o menino (M. A. da S. G.) e a menina (K. R. da S. G.).

Após matar as oito pessoas, o policial retornou à casa localizada na Rua Rui Barbosa, onde morava com a esposa, sendo que a residência estava tomada de policiais.

Quando os militares visualizaram o carro de Fabiano, procuraram abrigo pois não sabiam o que poderia ocorrer. Conforme a descrição, o Vectra de cor branca, placas CJX-4F75 subiu a rua em baixa velocidade e parou na esquina com a Rua Epitáfio.

Com o carro estacionado, o policial teria atirado contra a própria cabeça, se suicidando.

Ainda com muita cautela, as equipes que estavam no local atiraram contra o radiador e o pneu do carro, com o objetivo de inviabilizar uma fuga, e quando se aproximaram, encontraram Fabiano morto.

Uma equipe do Samu foi acionada e constatou o óbito do militar, sendo que o corpo foi recolhido para exames de necropsia no IML de Toledo.

Foram apreendidos, além do carro, munições, carregadores, uma faca e a arma funcional do policial.

As informações são de que Irene (a mãe) foi morta com facadas, enquanto as demais vítimas foram executadas com tiros à queima-roupa.

Em nota, o comando do 19º BPM de Toledo afirmou que o militar era motorista do oficial CPU e não apresentava histórico de problemas psicológicos. Veja a nota completa:

A Polícia Militar está consternada e lamenta profundamente o ocorrido nas cidades de Toledo-PR e Céu Azul-PR.

O policial militar que prestava serviços no 19º Batalhão em Toledo não tinha histórico de problemas psicológicos e atuava como motorista do Coordenador do Policiamento da Unidade.

Desde dezembro de 2020 a região conta com o apoio do programa PRUMOS, que disponibiliza atendimento psicológico aos militares, com profissionais contratados para atuar nas Organizações Policiais Militares.

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Celso Cicles

(45) 3240-1606

(45) 99918-8760

Estoque Tecidos

(45) 3264-4803

(45) 99915-7939

Rua Argentina, 1607

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Regionais