Ansiedade: Como ela afeta nossa vida e quando buscar ajuda?

A psicóloga, Camila Campos Clavisso traz neste especial, as principais causas do transtorno e como buscar ajuda.

1.489

Publicada 12 de Julho, 2022 às 11:18

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Um dos transtornos que mais atingem a população do Brasil, teve um aumento gigantesco de 25% nos últimos dois anos, muito deve-se a pandemia, um período muito difícil e de muitas incertezas.

Agora, mesmo diante da retomada da vida normal, a ansiedade perdura, seja pelos danos causados pela covid-19, mas também por questões financeiras ou perca de algum ente querido.

Primeiramente é importante entender que a ansiedade é um fenômeno natural do funcionamento do nosso corpo, uma reação a alguma situação que possa trazer perigo eminente.

Mas quando esse fenômeno começa a atrapalhar a vida como tal, caracterizado por medo excessivo, persistente e irreal de situações, pessoas, objetos, é necessário ter um diagnóstico e buscar ajuda para tratar.

A psicóloga explica que todo esse processo acontece na parte frontal do nosso cérebro, em uma situação de perigo real, nosso cérebro ativa os mecanismos da ansiedade, por um motivo existente, ou seja, quando você está presenciando algum acidente e precisa ajudar alguém que está passando mal, por exemplo.

A amígdala é a principal responsável por essa reação, já que é uma estrutura responsável pelas emoções, e nos dar esse alerta de perigo, e logo em seguida, esse estado de alerta é desligado.

Porém, durante a pandemia nosso cérebro ficou em estado de alerta e não "desligou" digamos assim, o que gera a ansiedade, trazendo inúmeros problemas na vida cotidiana.

A pandemia trouxe os maiores medos dos seres humanos que são: Morrer, perder alguém e a solidão. Esses medos são comuns, porém diante dessa situação, era plausível o receio de um desses eventos.

Por isso buscar ajuda especializada é o melhor caminho, para entender e passar pelo problema da forma mais saudável, sem gerar prejuízos na vida. E a ansiedade pode ser tratada em até 80% dos casos, sem auxílio de medicação.

É importante ressaltar que quando necessário o medicamento é algo muito benéfico e que irá trabalhar em paralelo com o tratamento da ansiedade, resultando numa melhora bem-sucedida.

Assista o vídeo e entenda mais sobre o assunto, compartilhe e não perca o próximo episódio.

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Funerária Confortar

(45) 3264-1331

(45) 99240-1313

Av. Brasilia, 340

Mecânica Freitas

(45) 3264-2495

(45) 99993-7699

Av. 24 de Outubro, 4871

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Medianeira