São Miguel: MPPR denuncia ex-vereadora e mais sete pessoas por fraudes em licitações e lavagem de dinheiro

4.107

Publicada 18 de Setembro, 2020 às 08:57

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

O Ministério Público do Paraná, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de São Miguel do Iguaçu, no Oeste do estado, ofereceu denúncia contra oito pessoas investigadas na Operação WO, acusadas de integrar organização criminosa que fraudava licitações do Município. Entre os denunciados, está uma ex-vereadora que teve o mandato cassado no início deste ano, após a primeira denúncia decorrente da operação. A denúncia atribui 58 crimes aos acusados, incluindo organização criminosa, falsidade ideológica, fraude em licitações e lavagem de dinheiro.

Na denúncia, a então vereadora e seu marido são apontados como chefes de uma organização criminosa que utilizava três empresas em nomes de laranjas para celebrar contratos com a prefeitura na área da Secretaria de Obras, especialmente para o fornecimento de pedras. De 2012 a 2020, as empresas celebraram mais de 30 contratos com o Município de São Miguel do Iguaçu, recebendo quase R$ 8 milhões. Apurou-se que as atividades das empresas têm relação com uma pedreira existente no município, vinculada a laranjas do grupo criminoso, mas controlada de fato pelo casal.

Levantamentos realizados neste mês revelaram imagens armazenadas no computador do marido da ex-vereadora, com cópia de documentação relativa à pedreira (autorização de extração mineral) em nome de um laranja do grupo, o que reforça, segundo o MPPR, que o casal detém o controle da pedreira há vários anos.

A Operação WO foi deflagrada em novembro de 2019 para investigar os possíveis crimes do grupo denunciado. Na denúncia anterior, que resultou na cassação da então vereadora, o MPPR relatou crimes praticados por outro núcleo criminoso, controlado pelo mesmo casal, relacionado a uma empresa composta por laranjas contratada pela Prefeitura de São Miguel do Iguaçu para prestar o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para crianças em situação de vulnerabilidade social.

Processo número 0003079-76.2020.8.16.0159.

Fonte: Ministério Público do Paraná

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Chapeação São Cristovão do Gilmar

(45) 3264-5642

(45) 99989-0172

Rua Londrina, 1081 São Cristovão

Gelo Turella Conveniência

() -

(45) 99129-2914

Rua Piauí, 1289 - Nazaré

VEJA MAIS NOTÍCIAS | São Miguel do Iguaçu