Educação é obrigada a se reinventar durante a Pandemia do Novo Coronavírus

1.499

Publicada 25 de Junho, 2020 às 09:36

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Com 100 dias sem aulas na rede municipal de Educação de Missal, que foram suspensas no dia 20 de março de 2020, o setor foi "obrigado" a se reinventar para que fosse possível a manutenção das atividades básicas aos alunos. Sem a previsão de retorno das atividades presenciais as aulas estão ocorrendo de forma remota, ou seja, os alunos fazem as atividades propostas em casa com o auxílio dos familiares. 

Mas claro que os professores que elaboram as referidas atividades, acompanham o processo educacional, porém, de forma online. Esses profissionais também tiveram que se adaptar a uma nova realidade vivida. Alguns gravam vídeos, fazem chamadas de vídeo com os alunos, tirando dúvidas, possuem o desafio de passar o conteúdo do papel para o ambiente web, entre outras situações. 

Há a consciência de que o resultado não será o mesmo que das aulas presenciais, mas tendo em vista a atual situação, é o melhor que se pode ofertar. O ano letivo, segundo informações, deverá ser concluído ainda em 2020, mesmo que neste formato remoto. As recomendações repassadas pelo governo do Estado, é que as atividades remotas sejam consideradas dias letivos, bem como, a conclusão das atividades conte como presença do aluno. 

Essas alterações não são exatamente o que desejavam os gestores de qualquer esfera, mas se torna o possível para o momento. Há debates constantes sobre o retorno das atividades presenciais, mas, ainda há impasses quanto aos formatos, pois, não se pode colocar em risco a saúde e a integridade das crianças e adolescentes. Isso vale para rede municipal, para a estadual ou mesmo em outras esferas. 

Em Missal, os diretores das instituições de ensino estão fazendo avaliações quanto a realização dessas atividades remotas. Na maioria dos casos, está havendo o comprometimento dos pais e familiares no auxílio aos alunos, bem como, o suporte dado pelos próprios professores como já observado. São poucos os casos que estão enfrentando dificuldades. 

As avaliações dos alunos são feitas com base nas atividades desenvolvidas. Provavelmente, neste ano, não haverão reprovações, mas as atividades remotas permitem uma perda menor, do que não haver nenhum tipo de atividade realizada. Pelo menos essa é a avaliação que vem ocorrendo nas reuniões e debates quanto ao retorno das atividades escolares. 

O que resta agora é acompanhar as decisões tomadas pelas autoridades, manter o distanciamento social, sair somente em caso de extrema necessidade, ao sair, usar máscara e fazer corretamente a higienização, entre outras medidas, justamente para evitar uma situação mais grave no município, e esperar, cumprindo todas essas medidas, que tudo seja solucionado o mais breve possível, para a rede de educação retornar a fazer o que mais ama, que é lecionar.

 

Comissão Municipal de Gerenciamento da Covid-19

 

A Secretaria Municipal de Educação, no momento está articulando, juntamente com a Administração Municipal, para instituir a Comissão Municipal de Gerenciamento da Pandemia da Covid-19 com representação de vários segmentos.

O objetivo é definir diretrizes municipais com normas e protocolos de segurança sanitária, de higiene, saúde e prevenção no espaço escolar para estudo e aprovação do retorno às aulas presenciais. Essas que precisam ser aprovadas posteriormente pela Secretaria de Educação do Paraná e Conselho Estadual de Educação.

Fonte: Assessoria

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Mayers Especiarias

(45) 3240-1030

(45) 99963-0421

Rua Argentina, 1351

Arnet Shop

(45) 3240-2010

(45) 99992-3858

Av. Brasilia, 1484

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Missal