Foz do Iguaçu institui cronograma para retomar atividade turística

1.117

Publicada 14 de Maio, 2020 às 09:36

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Foz do Iguaçu se prepara para retomar as atividades turísticas criando um protocolo e escalonamento de reabertura dos negócios e atrativos, com adoção de protocolos de segurança sanitária específicos para cada uma das atividades.

O decreto municipal que instituiu os protocolos para as atividades dos meios de hospedagem, atrativos, gastronomia, organização de eventos, transporte individual e coletivo de turistas, agência de viagens e demais atividades, assim como o plano de retomada do turismo, foi assinado pelo prefeito Chico Brasileiro na última sexta-feira.

Os meios de hospedagem que se adequarem aos protocolos poderiam reabrir a partir do dia 11 de maio, assim como as agências de viagens e operadoras que prestam serviços de receptivo e transporte turístico.

Para reabrir, no entanto, os empresários devem assinar o Termo de Responsabilidade Sanitária, assumindo o compromisso de cumprimento dos protocolos estabelecidos.

O atrativos reabrirão parcialmente a partir do dia 10 de junho, juntamente com os hotéis e resorts voltados ao turismo de lazer.

Os eventos de pequeno porte só estarão autorizados a funcionar a partir do dia 28 de julho.

"Somos o primeiro destino turístico a instituir protocolos de segurança sanitária para que as atividades recomecem pouco a pouco", disse o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro.

Turismo doméstico será o primeiro a se recuperar após a pandemia, diz pesquisa

Destinos nacionais deverão ser os mais procurados por turistas brasileiros após o fim de restrições geradas pelo novo coronavírus.

É o que mostra uma pesquisa divulgada na terça-feira pela consultoria Cap Amazon e pelo portal Mercado & Eventos, que avaliou as perspectivas de mais de 400 agentes de viagem das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba.

Para 55% dos entrevistados, a retomada do turismo será mais rápida no mercado doméstico. A procura por destinos nacionais também foi apontada como uma tendência, assim como o turismo de saúde e destinos menos frequentados.

"Esta é uma boa notícia! O Brasil está repleto de destinos incríveis, muitos ainda desconhecidos pelos turistas, só esperando a retomada das atividades para serem aproveitados", comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O estudo também constata uma possível mudança no perfil dos turistas brasileiros. Após o confinamento, agências esperam uma maior demanda de clientes em busca de viagens a lazer e para visitar amigos e familiares. Destinos e serviços que proporcionem bem-estar e contato com a natureza são citados, pela maior parte dos consultados, como segmentos em alta na retomada do turismo.

Em abril, outras pesquisas já apontavam para esta direção. Um balanço da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) aponta que uma possível retomada do setor após a crise do coronavírus passar, prevista para o segundo semestre, deve começar por viagens domésticas, que são mais acessíveis financeiramente e transmitem maior segurança aos viajantes.

Uma outra pesquisa, a Pulso Turismo e Covid-19, também aponta para esta tendência futura. Uma tendência preliminar aponta para a retomada do Turismo regional em um primeiro momento, com o Nordeste liderando na citação dos consumidores (pouco mais de 26%) como destino mais desejado para o pós-crise.

Informações do Bem Paraná

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Grupo MP Publicidade e Eventos

(45) 3264-0358

(45) 98801-4677

Av. 24 de Outubro, 2960

Planetta Esporte

(45) 3240-1983

(45) 99912-4994

Av. Brasília, 1683 Sala 2

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Regionais