Vera Cruz do Oeste: Homem com tornozeleira agride casal de idosos durante assalto

3.263

Publicada 25 de Abril, 2020 às 12:51

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Todos nós, que estudamos, trabalhamos, ou quem está aproveitando a melhor idade depois de uma vida inteira de lutas, somos reféns de uma má consciência disfarçada, da generosidade humanista e da tal sociologia da reparação, que permite que facínoras fiquem soltos por aí, cometendo perversidades, agredindo e matando pessoas de bem, e tudo isso a troco de um dinheirinho fácil para sustentarem seus vícios.

As estatísticas têm mostrado que isso não é uma afirmação leviana, pois ano após ano o Brasil tem se tornado um dos países mais violentos do mundo, e os números são assustadores e já ultrapassam os limites da tolerância da sociedade.

As pessoas têm medo de sair de casa, medo de andar nas ruas e tem pavor quando veem alguém se aproximar. Mas o mais apavorante disso tudo, as famílias estão sendo feitas reféns dentro de seus próprios lares, bandidos arrombam as casas e levam tudo, violentam, espancam e até matam os moradores, caso eles esbocem alguma reação, e as autoridades fingem que não veem e não escutam e não fazem nada para socorrê-las.

Você já deve ter ouvido esta frase, "mas a polícia prende e a justiça solta". Pois bem, no final das contas não é o Juiz quem solta o bandido, mas sim, o que o Juiz faz é apenas garantir o direito que o preso tem de responder em liberdade, pois é o que diz a lei.

Mas então por que não se muda a lei? Se hoje temos liberdade de expressão nas redes sociais, liberdade de imprensa, se podemos escolher através do voto desde diretor de escola a presidente da república, se podemos acompanhar os gastos públicos por meio da lei de transparência, se temos leis que garantem proteção das crianças, adolescentes, mulheres, idosos, pessoas com necessidades especiais, etc, e por fim e o mais importante, se hoje temos uma estrutura de justiça criminal, que nos garante o devido processo legal e o direito de defesa, isso tudo é fruto de conquistas de gerações passadas, que lutaram e morreram defendendo esses ideais. Porém, aos olhos da sociedade, parece que algo saiu errado com este último. "O trem saiu dos trilhos e despencou ribanceira abaixo e está prestes a esmagar a sociedade que vive logo abaixo". E quem pode mudar isso? Nós, somente nós, quando apertamos a tecla CONFIRMA.

Não precisamos ir longe para exemplificar os argumentos acima citados: Pois um fato que gera sentimentos de todos os tipos aconteceu na noite da última sexta-feira (24), no município de Vera Cruz do Oeste, distante cerca de 50 quilômetros de Medianeira.

OS FATOS - Na noite de ontem (24), a Polícia Militar de Vera Cruz do Oeste foi acionada para atender a uma ocorrência no Bairro Jardim América, onde um casal de idosos teria sido violentamente agredido durante um assalto.

De acordo com a PM, um homem teria chegado à residência pedindo leite e o casal o recebeu, porém em dado momento o mesmo fez menção de estar armado e pediu para que os idosos sentassem, pois ele queria levar algo de valor que eles tinham. Ambos os moradores então reagiram e entraram em luta corporal com o homem.

O assaltante então passou a agir de maneira agressiva e derrubou as vítimas no chão por diversas vezes, revezando as agressões entre o casal, não permitindo que nenhum deles saísse para pedir socorro. Em certo momento, quando uma das vítimas começou a chorar e gritar por socorro, o agressor desferiu-lhe um soco no rosto e segurou a boca da mesma, tentando fazê-la parar de gritar.

Quando o homem percebeu que as vítimas estavam chamando muita atenção, ele resolveu sair correndo da residência, porém foi visto e reconhecido por vizinhos. Ao perceber que fora flagrado, o homem ainda fez ameaças de morte aos vizinhos caso chamassem a polícia.

As vítimas foram levadas por populares ao hospital, onde permaneceram hospitalizadas.

Assim que a PM foi informada da ocorrência, buscas foram iniciadas e o autor das agressões acabou preso no Bairro União. Antes de ser detido o homem, que foi identificado como sendo Robson Nonato Santana, que inclusive faziam uso de tornozeleira eletrônica em cumprimento à pena de prisão domiciliar, ainda tentou fugir pulando um muro de uma construção, mas foi alcançado, imobilizado e preso depois de entrar em luta corporal com os policiais.

Ele estava com uma faca de aproximadamente 20 centímetros presa na cintura, a qual foi apreendida.

O preso foi então encaminhado à Delegacia da Polícia Civil de Matelândia e responderá pelos crimes de roubo, lesão corporal, resistência, ameaça, desobediência e desacato.

Redação: Guia Medianeira com informações da PM

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Prática Publicidade

(45) 3264-0366

(45) 99922-5343

Rua Getúlio Vargas, 2548 - térreo

Vintage Beleza e Estética

(45) 9992-68403

(45) 99996-4241

Rua Riachuelo, 1415

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Regionais