SMI: Vereadora denunciada pelo MPPR por organização criminosa e peculato é afastada do cargo pela Justiça

2.092

Publicada 18 de Dezembro, 2019 às 16:30

Compartilhar:

Atendendo pedido do Ministério Público do Paraná, a Justiça determinou, nesta terça-feira, 17 de dezembro, o afastamento do cargo, por 180 dias e sem remuneração, de uma vereadora de São Miguel do Iguaçu, no Oeste do Paraná. Ela foi denunciada criminalmente pelo MPPR, com mais sete pessoas, a partir das investigações da Operação WO, deflagrada em 13 de novembro pela 1a Promotoria de Justiça da comarca e pela Divisão de Combate à Corrupção da Polícia Civil. Além do afastamento, a Vara Criminal da comarca estabeleceu o pagamento de fiança no valor de cem salários mínimos (R$ 99.980) e o uso de tornozeleira eletrônica.

A denúncia aponta que a vereadora e seu marido lideraram uma organização criminosa que teria praticado os crimes de peculato, falsidade ideológica, fraude a licitação e lavagem de dinheiro. A vereadora, que estava impedida de contratar com o poder público, criou com seu marido uma empresa composta por laranjas que foi contratada em 2018 pela Prefeitura de São Miguel do Iguaçu para prestar o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para crianças em situação de vulnerabilidade social.

Fraude - Para receber remuneração maior do que a devida, os acusados fraudavam a lista de alunos atendidos. A empresa repassava valores mensais à vereadora e seu marido, fazia pagamentos de suas despesas pessoais e realizava depósitos em favor do partido político da vereadora. Só em 2019, foram desviados mais de R$ 120 mil.

A denúncia foi a primeira relacionada à operação WO. Ainda estão sendo analisados outros dois contratos administrativos com indícios de superfaturamento e contração por meio de "laranjas".

Fonte: MP-PR

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

JC Cell

() -

(45) 99841-5444

Rua Paraguai, 1445 sala 03

Inviolável Monitoramento

(45) 3264-1193

Rua Mato Grosso 2375

VEJA MAIS NOTÍCIAS | São Miguel do Iguaçu