Medianeira registra casos de dengue com sinais de alerta, que podem evoluir para casos mais graves

Paraná registra 762 novos casos de dengue em uma semana, aponta boletim

2.049

Publicada 11 de Dezembro, 2019 às 08:28

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

O Paraná registrou 2.631 casos confirmados de dengue, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (10) pela Secretária de Estado da Saúde (Sesa). São 762 casos a mais que na semana passada - um aumento de 40,77%.

Conforme a secretaria, o alto número se deve ao acúmulo de dados de duas semanas por problemas no sistema de informação de algumas regionais de saúde.

Segundo a secretaria, 264 municípios apresentaram notificações da doença e 137 têm casos confirmados. O estado totaliza 14.608 notificações para a dengue.

Do total, 1.755 são casos autóctones - quando as pessoas contraem a doença na cidade onde moram, e 31 casos importados.

O monitoramento de dados compreende o período de 28 de julho a 7 de dezembro deste ano.

Epidemia
 
O boletim destacou que dez municípios estão em situação de epidemia, sendo dois municípios a mais que no informativo anterior. São eles:

-Nova Cantu, no centro-oeste;
-Quinta do Sol, no centro-oeste;
-Inajá, no noroeste;
-Santa Isabel do Ivaí, no noroeste;
-Ângulo, no norte;
-Colorado, no norte;
-Floraí, no norte;
-Uniflor, no norte;
-Doutor Camargo, no norte;
-Florestópolis, no norte.
 
Alerta
 
A lista de municípios em situação de alerta também aumentou de 10 para 14. 

-Lindoeste, no oeste;
-Juranda, no centro-oeste;
-Douradina, no noroeste;
-Cianorte, no noroeste;
-Indianópolis, no noroeste;
-São Carlos do Ivaí, no noroeste;
-Flórida, no norte;
-Munhoz de Melo, no norte;
-Leópolis, no Norte Pioneiro;
-Uraí, no Norte Pioneiro;
-Jesuítas, no oeste;
-Diamante do Norte, no noroeste;
-Paranacity, no noroeste;
-Sertaneja, no Norte Pioneiro.
 
Dois municípios apresentam casos de dengue grave, a forma mais complicada da doença. 

-Nova Cantu, com dois casos;
-Foz do Iguaçu, com outros dois casos.
 
De acordo com o boletim desta terça-feira, outros 13 municípios apresentam 37 casos de dengue com sinais de alerta, indicando que podem evoluir para casos de maior gravidade. Estão nesta lista os municípios de: 

-Foz do Iguaçu, no oeste;
-Medianeira, no oeste;
-São Miguel do Iguaçu, no oeste;
-Cascavel, no oeste;
-Nova Cantu, no centro-oeste;
-Quinta do Sol, no centro-oeste;
-Douradina, no noroeste;
-Santa Isabel do Ivaí, no noroeste;
-Floraí, no norte;
-Florestópolis, no norte;
-Guaraci, no norte;
-Ibiporã, no norte;
-Londrina, no norte.
 
Morte pela doença
 
Em 17 de novembro, ocorreu a primeira morte no estado causada pela doença no novo período epidemiológico. A vítima, uma mulher de 31 anos, morreu em Nova Cantu, após contrair o vírus da dengue.

A mulher tinha anemia crônica, o que era um fator de risco, e estava internada em uma hospital de Campo Mourão.

Nesta terça-feira (10), a Sesa informou que aguarda, para a publicação em boletim, a confirmação do segundo caso de morte por dengue em Nova Cantu.

A cidade, com cerca de 7 mil habitantes, tem 283 casos confirmados de dengue, segundo a secretaria. Uma força-tarefa, com profissionais da Vigilância da Sesa, de Nova Cantu e de municípios vizinhos, realizam busca ativa de criadouros.
 

Orientação
 
A secretaria afirmou que quase 73% dos criadouros estão nos domicílios, em recipientes e locais que juntam água.

A secretaria destacou ainda que a utilização de produtos químicos para eliminação do mosquito não é recomendada pelo Ministério da Saúde.

O vetor apresenta resistência aos produtos que vinham sendo utilizados e a aplicação fora da recomendação pode provocar danos saúde humana, animal e ao meio ambiente.

Fonte: G1

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Disk Gás Veloso

(45) 3264-1041

(45) 99860-3940

Medianeira

Amaris Presentes

(45) 3264-4574

(45) 99829-3024

Rua Santa Catarina, 2303

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Medianeira