Setembro Amarelo: Conheça os índices de suicídios em Medianeira

Estamos no setembro amarelo, o mês de valorização e prevenção à vida!

1.423

Publicada 04 de Setembro, 2019 às 10:15

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Desde 2015, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), juntamente com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o Centro de Valorização da Vida (CVV), iniciaram a realização da campanha nacional do Setembro Amarelo, que tem o dia 10 de setembro como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

A campanha setembro amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Com o objetivo de iluminar, pintar, estampar e utilizar o amarelo em diversas resoluções, garantindo mais visibilidade a causa.

No Brasil, os números são alarmantes, por dois motivos: o primeiro é o índice mundial, que nos últimos anos caiu drasticamente, porém, a taxa entre adolescentes que vivem nas grandes cidades brasileiras aumentou 24% entre 2006 e 2015. Com isso, o foco principal da campanha de 2019 é o público jovem, entre 15 e 29 anos.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem um número equivalente a um suicídio a cada 45 minutos. No mundo, há uma tentativa falha de tirar a própria vida a cada três segundos - e uma definitiva a cada 40 segundos. São cerca de 1 milhão de suicídios em todo o planeta.

Em Medianeira os números também são preocupantes, nos últimos anos o número de casos chamou a atenção, principalmente no público jovem e no público da terceira idade.

Em contato com a Secretária de Saúde do município, com auxilio dos dados disponibilizados no Sistema de Informação Sobre Mortalidade (SIM), tivemos acessos aos números de casos de suicídio que levaram a óbito, veja:

 

 
 
 
O total de casos nos últimos três anos foi de 18, sendo que de 2017 para 2018 houve uma diminuição nos casos, e até este momento 2019 teve 4 casos.

 

Outro dado que chama atenção são o números de casos em grupos de faixa etária bem específicos, sendo eles jovens 20 a 30, e adultos de 30 a 40, e o mais preocupante, idosos entre 50 e 60, algo totalmente diferente do cenário nacional.

Além disso, o número de casos entre os homens é o dobro do que em mulheres.

 

AÇÕES PARA O SETEMBRO AMARELO

Em Medianeiras diversas ações marcam a programação do setembro amarelo, entre elas um encontro na Praça Ângelo Darolt, promovido pelo Centro de Atenção Psicosocial-CAPS, acontece no próximo dia 19, no período da manhã, em parceria com o SESC e Senac.

Durante todo o mês as Unidades de Saúde Básica também estarão abordado os temas com a população em geral.

Importante frisar o trabalho continuo do CAPS com os grupos de apoio para cada perfil, onde a pessoa passa por uma pré avaliação e é direcionada para o grupo que mais se encaixa em suas necessidades.

O incentivo para se conversar e debater sobre o tema e as possíveis prevenções vai além da esfera pública, empresas estão realizando diversas atividades com intuito de abordar o setembro amarelo, bem como a valorização a vida, uma delas é o Sicredi Vanguarda que desde o primeiro dia útil do mês de setembro inicio as atividades relacionadas ao tema nas agências, e também promoverá um evento a comunidade.

Em Medianeira, o Grupo Sobrevivências vem realizando um trabalho extenso na prevenção do suicídio durante todo o ano, agora no setembro amarelo as ações se intensificam. Com o formato de Grupo de Apoio, os encontros acontecem todas as quintas-feiras na sede da Igreja CCA, e todos podem participar. Além disso, o grupo tem realizado palestras e ações nas escolas, instituições e empresas de todo o município. O evento que marca o mês da campanha acontece no próximo dia 18 de setembro, no Auditório do SESC. 

 

SAIBA MAIS

O suicídio é algo complexo, que envolve diversos fatores, mas o primeiro e mais importante passo para evita-lo é saber reconhecer os sinais de alerta que podem surgir.

Mudanças marcantes de hábitos, isolamento, falta de interesse por atividades que antes eram importantes, mal desempenho na escola ou trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como "preferia estar morto" ou "quero desaparecer", tudo isso podem ser pequenos sinais de que a pessoa precisa de ajuda.

O acolhimento e orientação para pessoas que buscam ajuda para enfrentar a batalhas contra doenças mentais pode ser feito de diversas formas em Medianeira, a Secretária de Saúde, através do Centro de Atenção Psicossocial são as portas de entrada para quem precisa de apoio.

O Grupo Sobrevivências também realiza um importante trabalho de acolhimento com profissionais capacitados para auxiliar quem precisa de ajuda.

Em casos de alto risco que se encaixam como emergência, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), deve ser procurada.

O Centro de Valorização a Vida tem canais que oferecem apoio emocional por meio de chat on-line (CLIQUE AQUI) ou ligando para 188, 24 horas, de forma gratuita.

A Organização Mundial da Saúde garante que nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas, mostrando que a prevenção é fundamental para garantir que essas pessoas possam encontrar ajuda e apoio que precisam para salvarem as suas vidas.

Setembro Amarelo: PARTICIPE DA CAMPANHA QUE SALVA VIDAS!

Redação Guia Medianeira 

** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Guia Medianeira pelo WhatsApp CLICANDO AQUI.

Tudo Medianeira - Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Game Tech Informática

(45) 3264-4968

(45) 99849-3964

Rua Paraguai, 1445

Ateliê Gabriela

(45) 3264-5295

(45) 99823-1339

Av. Brasília, 780 - Centro

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Medianeira