Medianeira: Diretor do Colégio Mondrone fala sobre o fato ocorrido em sala de aula

29.226

Publicada 28 de Setembro, 2018 às 18:04

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

O Diretor do Colégio Estadual Mondrone, Darlan Chiamulera concedeu entrevista à reportagem do Guia Medianeira, falando sobre o episódio lamentável que ocorreu na manhã desta sexta-feira (28).

Segundo ele, o aluno não tinha histórico de violência, nem problemas com notas ou comportamento.

Ainda de acordo com o diretor, nenhum fato relacionado à situações de bullying envolvendo o aluno e o colega envolvido chegaram a ser notificados à diretoria.

Confira no vídeo a entrevista com o diretor, e abaixo a nota emitida pela direção do colégio:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Colégio Estadual João Manoel Mondrone lamenta o fato ocorrido nesta manhã (28/09/2018) e principalmente se sensibiliza com os familiares e vítimas.

Os fatos estão sendo apurados pelas autoridades policiais e a Direção está concentrando todos os seus esforços para que a situação seja tratada com muita cautela.

Esclarece ainda que os alunos envolvidos no fato são alunos do colégio desde o início deste ano letivo e que até então não havia nenhum relato ou registro para Equipe pedagógica e Direção em relação a ocorrência de atos de bullying.

Ainda sobre os referidos alunos, eles apresentam um histórico neste colégio de desenvolvimento escolar regular e acompanhamento da família, sem registros de indisciplina ou qualquer fato que desabone a conduta dos mesmos.

O Colégio esclarece que realiza constantemente ações pedagógicas de conscientização sobre Bullying, com psicólogos, profissionais especializados no assunto e também com atividades pedagógicas em sala de aula.

Diante da situação, o Colégio Mondrone vai intensificar suas ações educativas e de conscientização de respeito às diferenças no convívio social, e para tanto, conta com o apoio de toda a comunidade medianeirense.

Medianeira, 28 de Setembro de 2018.  

Redação: Guia Medianeira

** Quer participar dos nossos grupos de WhatsApp/Telegram ou falar conosco? CLIQUE AQUI.

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Medianeira