Atiradora entra na sede do YouTube e deixa feridos

5.308

Publicada 04 de Abril, 2018 às 10:53

Compartilhar:
>> publicidade : ver novamente <<

Quatro pessoas ficaram feridas na sede do YouTube em San Bruno, na Califórnia, nesta terça-feira (3) após uma atiradora entrar no local, segundo a polícia. A suspeita de ter feito o ataque se matou dentro do prédio. 

Entre as vítimas, há um homem de 36 anos, em estado crítico, uma mulher de 32 anos e uma de 27 anos, segundo o Hospital Geral de São Francisco. O quarto ferido machucou o tornozelo enquanto escapava do tiroteio e não foi atingido pelos disparos.

A atiradora foi identificada posteriormente como Nasim Najafi Aghdam, 39, que tinha um canal no YouTube sobre direitos dos animais. Ela havia feito críticas à empresa por considerar que seu canal estava sendo discriminado.

O ataque começou por volta do horário do almoço (17h no horário de Brasília), na sede da empresa que tem cerca de 1.700 profissionais. A polícia de San Bruno recebeu diversas ligações relatando tiros e cercou o prédio.

Pelas redes sociais, alguns funcionários descreveram o ataque. "Há um atirador na sede do YouTube", escreveu Vadim Lavrusik. "Ouvi tiros e vi pessoas correndo quando estava na minha mesa. Agora, atrás de uma barricada com colegas". Pouco depois, escreveu: "A salvo, evacuados. Estamos do lado de fora".

Parecia sério'

"Primeiro, pensei que era um terremoto", escreveu Todd Sherman, que se descreve sua conta no Twitter como gerente de produtos da empresa. "Depois de sair do escritório, não sabíamos bem o que estava acontecendo, mas mais gente estava correndo. Parecia sério, que não era uma simulação".

Durante a ação da polícia, testemunhas reportaram a presença de helicópteros e policiais da SWAT no local. "Naquele momento, cada nova pessoa que via era um potencial atirador. Alguém disse que a pessoa atirou pela porta dos fundos", afirmou Sherman no Twitter. "Eu olhei para baixo e vi sangue pingando no chão e nas escadas, e então descemos as escadas e saímos pela frente".

Ataques a tiros perpetrados por mulheres são extremamente raros nos Estados Unidos, onde a vasta maioria dos atos de violência com armas de fogo é executada por homens.

De acordo com um estudo do FBI que analisou 160 incidentes envolvendo um ou mais atiradores em locais públicos entre 2000 e 2013, apenas seis das pessoas que abriram fogo eram mulheres - 3,8% do total.

Fonte: Uol Notícias

Guia Empresarial

Lista telefônica empresarial

Zeni Multi Marcas

(45) 3264-4000

(45) 99995-6350

Av. Pedro Soccol, 2530

Pit Stop Centro Automotivo

(45) 3264-0332

(45) 99925-5367

Av. 24 de Outubro, 2015

VEJA MAIS NOTÍCIAS | Paraná / Brasil / Mundo